quarta-feira, setembro 07, 2005

Russas



Para aliviar o espírito, nada melhor que tirar os olhos do noticiário climático e assistir a alguma partida da chave feminina do US Open de tênis. Aliás, o torneio já me valeu todas as patacas pagas pelo pacote básico da tv à cabo (que assinei, na verdade, para acessar a internet aqui de casa).

Mas falava de tênis. Assistia a partida de hoje à noite e imaginava se aquelas personagens sofridas do velho Dostoiévski tinham a estampa desta russa aqui que vejo agora passeando pela tela. São coisas assim que deviam fazer valer a pena enfrentar aqueles invernos rigorosos e famintos.

Da minha parte, enquanto todos perseguem Maria Sharapova, fico com Elena Dementieva. Prefiro discrição e não gosto de muita concorrência.




2 comentários:

Rafael Martín disse...

Uma mulher com um braço deste pode fazer um estrago bom na cara de alguém.

drex disse...

Elena deve ser um doce, Rafael... E, ja imaginou, vc nem precisa abrir o pote de azeitonas pra ela...